Portal Yoga Brasil

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Shat Kriya Basti BASTI: LIMPANDO O CÓLON

BASTI: LIMPANDO O CÓLON

Carolina Azevedo
DESCRIÇÃO E COMENTÁRIO

O Hatha Yoga Pradipika ( 2.26 - 2.28) ensina:

Sentado em utkatasana, com a água acima do umbigo, insira um tubo no ânus e o contraia. Esta limpeza pela água é conhecida como basti karma. Aumento das glândulas e do baço, e todas as doenças que surgem pelo excesso de vento, bile e muco são eliminadas pelo corpo através da práticas de basti. Praticando jala basti o apetite aumenta, o corpo brilha, o excesso dos doshas é destruido e os dhatus, sentidos e mente são purificados.

É muito comum vermos em alguns livros essa mesma técnica sob o nome de vasti, o que é apenas uma variação de escrita, pois ambas se referem a porção inferior do abdômen, barriga, pelvis e bexiga. Conforme você deve ter notado, a técnica acima descrita utiliza a água como um meio de purificação, embora o Gheranda Samhita também descreva uma outra técnica, conhecida como sthala basti, ou o "basti seco". Ambas serão descritas a seguir.

Basti é uma técnica muito comum na Índia, sendo conhecida como um antídoto do envelhecimento. Sabe-se que os intestinos retêm uma boa parte da sujeira que deveria estar sendo expurgada com as fezes. Essa sujeira acumulada se adere nas paredes do intestino, formando verdadeiras crostas repletas de vermes e matéria química nociva. O grande problema é que o sangue que deveria apenas levar a sujeira para os intestinos acaba levando consigo, para a corrente sanguínea, uma parte dessa toxidez acumulada, gerando grandes prejuízos para o corpo. Desta maneira, basti tem como objetivo ajudar o corpo retirando essa toxidez acumulada através de um processo muito seguro.


COMO EXECUTAR

Jala basti: a limpeza do cólon com o uso de água. É evidente que o ocidental moderno dificilmente encontrará as condições para executar esta técnica, dentro dos moldes tradicionais anteriormente descritos, em jejum, longe de olhares curiosos, com seu corpo nú dentro de uma água limpa. Atualmente, esta antiga técnica é executada não dentro de um rio, mas dentro de uma banheira, sendo que de qualquer maneira exige um cuidado muito especial em sua execução, que precisa de um volume muito grande de água (você deve estar envolto até a altura do seu quadril), um catéter (para ser introduzido no ânus), força nas pernas (para ficar um longo período de cócoras na posição utkatasana) e um excelente controle de uddiyana bandha(para sugar a água para o interior dos intestinos).

Kit para enemaPorém, apresentaremos a seguir um método muito mais fácil, simples e seguro de realizar este exercício. Para tanto, é necessário que você compre um "kit para enema", disponível em farmácias ou lojas de aparelhos médicos. É um kit muito simples, composto por um balde de um ou dois litros, geralmente de plástico ou metal, um tubo de borracha e uma ponta para ser inserida no ânus.

Os efeitos de basti podem ser aumentados quando são feitos em dois ou três dias consecutivos, já que desta forma o acumulo de matéria fecal acumulada sai à medida em que nova água é utilizada. Assim, no primeiro dia você usa 500ml, no segundo 1000ml, e no terceiro 2000ml, o que já é suficiente para produzir uma limpeza profunda em toda a extensão do cólon.

É muito importante também que você, alguns dias antes de realizar basti, cuide de sua alimentação. Reduza ou elimine o consumo de carnes, reduza o consumo de leite e derivados, e evite comer produtos refinados. Na noite anterior ao basti, não coma muito, ficando de preferência em jejum. Um laxante natural, como ameixa preta, yogurte natural ou outro pode ser tomado. Basti deve ser executado em jejum completo, preferencialmente pela manhã

A seguir, os procedimentos para jala basti.

1 - Aqueça a quantidade desejada de água, até que fique numa temperatura confortável. Água quente de mais machuca e fria de mais causará muitas cólicas. Use apenas água mineral. A esta água deve ser adicionada uma leve quantidade de sal, de modo que seu gosto se assemelhe ao de uma gota de lágrima.

2 - Pendure o baldinho de enema na altura do seu rosto (você tem que esterilizá-lo antes). Coloque um tapete limpo no chão, pois é nele que você irá se deitar;

3 - Feche a válvula que acompanha o kit e despeje a água no baldinho. Unte o bico que será introduzido no ânus, com algum óleo vegetal. Não utilize produtos químicos;

4 - Deite-se com o lado esquerdo do corpo sobre o tapete estendido no chão. Insira o bico untado em seu ânus e abra a válvula da mangueira. A água começará a percorrer seu intestino vagarosamente;

5 - É muito natural sentir cólicas nas primeiras vezes em que se faz esta prática. Respire fundo e não tensione o corpo. Espere toda a água do balde acabar antes de se levantar;

6 - Quando a água acabar, levante-se calmamente. Não há perigo de a água sair. Em pé, você pode fazer nauliou agnisara kriyapara mobilizar a água no interior do intestino. Permaneça alguns minutos ou o tempo em que se sentir confortável;

7 - Sente-se no vaso e evacue toda a água. Espere que ela saia completamente.


Sthala basti: a limpeza seca do cólon. Esta é uma forma muito mais fácil e rápida de limpar os intestinos, porém, não tem os mesmos efeitos profundos que o uso da água proporciona. Esta variação é muito simples: deite-se de costas sobre uma superfície confortável e faça viparita karani mudra, mas traga os joelhos próximo ao seu peito. Movimente os esfíncteres anais com a intenção de sugar o ar para dentro de você. Após alguns minutos, ou quando sentir que já é o suficiente, deite-se lentamente e espere o ar sair na forma de gases.

PROCEDIMENTOS POSTERIORES

De acordo com o Hatharatnavali, a pessoa só poderá comer novamente após 72 minutos depois de basti. No entanto, algumas regras de alimentação devem ser respeitadas. Evite comer carne nos próximos dias, bebidas alcóolicas e muitos derivados do leite.

EFEITOS

O cólon é limpado e purificado. Fezes acumuladas são removidas e os gases são expelidos, consequentemente, toda a saúde do indivíduo é incrementada.

PRECAUÇÕES E CONTRA-INDICAÇÕES

Não faça esta prática caso tenha alguma doença ou problema nos intestinos.

Fonte: Inspire Yoga

 

 

Receba novidades





revista-vedanta

Dê uma mão!

de-uma-mao

Gostou do Portal?
Apoie esse projeto independente através de compras na nossa Loja ou clicando nos links patrocinados abaixo: