Portal Yoga Brasil

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Turismo na Índia Agra - A Cidade do Taj Mahal

Agra - A Cidade do Taj Mahal

Reporter Yoga

taj_mahal

Mais de três séculos depois de ser construído, o Taj — visto por milhões de visitantes a cada ano — continua mantendo uma aura romântica, “como um tecido de névoa e raios de sol…. uma bolha prateada… você quase duvida que é real.”

O Taj Mahal ainda é “a grande paixão de amor de um imperador”, como escreveu Edwin Arnold, ou como Tagore disse do Taj: “Uma lágrima solitária… no rosto do tempo.” O jogo sutil da luz na cúpula de mármore branca cria atmosferas próprias diante das quais, ao fim, sucumbe mesmo o mais cínico dos homens. Milhões e milhões de fotografias tomadas durante anos não capturam o requinte do Taj Mahal — percebível somente quando se está em sua frente.

Concluído em 1653 D.C., o Taj Mahal foi construído pelo imperador mogol Shah Jahan para o lugar do descanso final para Mumtaz, sua rainha favorita. É, sem dúvida, o mais belo e fascinante monumento da Índia.

Uma perfeita estrutura simétrica que necessitou 22 anos de árduo trabalho e 20.000 trabalhadores, pedreiros e joalheiros para ser construída. Construído pelo arquiteto persa, Ustad Isa, e colocado no meio de jardins paisagísticos, o Taj Mahal situa-se às margens do rio Yamuna. Pode ser visto do Forte de Agra como uma miragem da qual o imperador Shah Jahan não conseguia tirar os olhos, prisioneiro de seu filho Aurangzeb, durante os últimos oito anos de vida.

De longe, o majestoso Taj parece flutuar no ar como uma ilusão quando se entra pelo portão principal. É uma visão intimidante, com um romance próprio. O mais esplêndido monumento dedicado ao amor em qualquer lugar do mundo, o Taj é o símbolo mais popular e duradouro da Índia, na opinião dos turistas estrangeiros.

Como disse o ex-presidente dos EUA, Bill Clinton, depois de uma visita: “Há dois tipos de pessoas no mundo. Aqueles que viram o
Taj Mahal e os que não o viram.”


Forte de Agra

O grande imperador mogol, Akbar ordenou a construção do Forte de Agra em 1565 D.C., embora tenham sido feitas adições até a época de seu neto Shah Jahan. O forte tem a forma de um arco com uma parede longa e reta em frente do rio Yamuna, no lado leste. Tem um perímetro total de 2.4 km e é cercado por uma dupla muralha fortificada de arenito vermelho, pontuada a intervalos regulares com bastiões. Há vários edifícios primorosos dentro do forte como o Moti Masjid, uma mesquita de mármore branco semelhante a uma pérola perfeita, o Diwan-e-Aaam e o Diwane-Khaas onde o imperador reunia-se com seus sujeitos e oficiais respectivamente.


Sikandra

A tumba do imperador Akbar em Sikandra representa a sua filosofia e perspectiva secular, ao combinar o melhor da arquitetura hindu e muçulmana. Completado em 1613 D.C. por seu filho Jahangir, vale a pena visitá-lo.


Itmad-Ud-Daulah

Itmad-ud-Daulah é a tumba de Mirza Ghyas Beg, um persa que trabalhou na corte de Akbar. É uma maravilha arquitetônica e foi ordenada pela rainha Noorjahan, esposa do imperador Jehangir entre 1622 e 1628 D.C. Seu estilo artístico inspirou o Taj Mahal. Foi aqui que ‘Pietra Dura’-o trabalho de mosaico encravado no mármore tão característico do Taj - foi usado pela primeira vez.


Fatehpur Sikri

Fatehpur Sikri, aproximadamente 23.4 milhas de Agra, é uma epopéia em arenito vermelho. Uma cidade do passado, hoje perdida nas névoas de tempo. Fatehpur Sikri foi construída pelo imperador mogol Akbar no século 16. Akbar não teve nenhum herdeiro nos primeiros anos de matrimônio. Visitou muitos santos e pediu a eles que rezassem para poder ter um filho. Quando visitou o xeique
Salim Chishti que vivia na cidade de Sikri, o santo previu que o imperador seria abençoado com um filho. Quando seu filho nasceu, ele construiu a importante capital e deulhe o nome de Fatehpur Sikri em gratidão. A bela tumba de Salim Chishti ainda atrai milhares de pessoas que buscam bênçãos do venerado santo. Outros lugares famosos aqui são o Dewane-e-Am, Dewane-e-Khaas, Buland
Darwaja, Panch Mahal, o Palácio de Jodha Bai e Birbal Bhavan.


Taj Mahotsav (Shilpgram)

Venha em fevereiro, é a estação da primavera. A época do ano quando a natureza amanhece em todo seu esplendor e Agra explode em uma celebração colorida. Durante 10 dias, torna-se completamente exuberante com a rica herança da província de Uttar Pradesh — onde Agra fica situada — com espetáculos de: artes, artesanato, cultura, culinária, dança e música. Sim, é novamente a época do Taj Mahotsav. Organizado pelo Turismo de Uttar Pradesh e realizado anualmente em Shilpgram, literalmente a porta ao lado do Taj Mahal, o Taj Mahotsav é um real tributo às habilidades legendárias de mestres artesãos e artesãs e outros expoentes da arte, música e culinária.


Como chegar

Via aérea: O aeroporto de Agra situa-se a 7 km da cidade. A maior parte das linhas aéreas indianas operam vôos turísticos diários para Agra. São apenas 40 min de Delhi à Agra.

De trem: Agra é bem conectada por linhas ferroviárias de Delhi e das principais cidades.

De ônibus: A estação de ônibus de Idgah é a principal de Agra, de onde pode-se tomar ônibus para Delhi, Jaipur, Fatehpur Sikri. São somente 3 horas de viagem de Delhi. Melhor momento para visitar: Agra pode ser visitada durante o ano inteiro, mas evite o
verão escaldante.

Acomodação: A acomodação em Agra é abundante e variada.

Para saber mais sobre turismo na Índia, acesse:
www.agra.nic.in
www.agraonline.com
www.indiatourism.com


Fonte: Notícias da Índia

 

Receba novidades





revista-vedanta

Dê uma mão!

de-uma-mao

Gostou do Portal?
Apoie esse projeto independente através de compras na nossa Loja ou clicando nos links patrocinados abaixo: